Felipe Lacerda Antunes

Engenheiro Químico e de Segurança do Trabalho, com Mestrado em Engenharia de Produção e Especialização em Gestão Ambiental. Atua desde 1999 na DNV GL, com experiência em auditorias de Sistemas de Gestão da Qualidade, Ambiental, de Saúde e Segurança do Trabalho, projetos de mudanças climáticas, sustentabilidade e gerenciamento de riscos. A DNV GL-Business Assurance é a empresa do grupo DNV GL que realiza certificação de sistemas de gestão e de produtos, gestão de riscos, gestão de cadeia de fornecedores e auditorias de conformidade

Magnus Knecht

Formado em 2012 na Hochschule Zittau/Görlitz em Engenharia Mecânica com especialização em energia renováveis. Depois trabalhou no Fraunhofer ISE em Freiburg/Alemanha, na área de pesquisa e certificação de coletores solares e sistemas de Energia Solar Térmica. Desde Jun/2013 trabalhando na EPI Energia na área energia eólica e especialmente na área de energia Solar Fotovoltaica. Desde 2016 Coordenador dos projetos de Usinas Fotovoltaicas de grande porte. Desde 2016 professor do Curso de Especializacao em Energias Renovaveis da PUCRS na disciplina Energia Solar Térmica.

Margareth M. Bilhalva

Mestre em Direito Público pela Unisinos, MBA em Direito da Empresa e da Economia pela FGV, Especialista em Direito Ambiental pela PUC/RS, Especialista em Direito Nacional e Internacional Ambiental pela UFGS, autora do Livro Responsabilidade Ambiental uma perspectiva ética para aplicação em Políticas Públicas da Editora Prismos e Mandado de Segurança da Editora Saraiva, a palestrante é advogada sênior e Consultora de Direito Ambiental da Petrobras, onde atua há cerca de 20 anos.

Odilon Francisco Pavón Duarte

Possui graduação em Engenharia Elétrica - Eletrotécnica e mestrado em Engenharia Elétrica - Energia e Meio Ambiente pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS). Atualmente é Professor da Escola Politécnica da PUCRS além de ser Coordenador do Laboratório de Eficiência Energética (LABEE) e do Centro de Demonstração em Energias Renováveis (CEDER) da PUCRS. Tem experiência na área de planejamento e desenvolvimento energético, atuando principalmente na gestão e uso sustentável da energia, na aplicação de tecnologias de alta eficiência energética e no aproveitamento de fontes renováveis de energia.

Carlos Eduardo Morelli Tucci

Professor Carlos Eduardo Morelli Tucci, engenheiro civil, PhD Recursos Hídricos (Colorado State University/1978), premiado em 2011 pela International Association of Hydrological Sciences. Proprietário e diretor de RHAMA Consultoria Ambiental Ltda. Professor titular aposentado do IPH/UFRGS e Feevale. Autor de mais de 300 artigos científicos, livros, capítulos de livros. Tem atuado como consultor nos últimos 35 anos junto a empresas e entidades nacionais e internacionais como: Unesco, Banco Mundial, BID, ANEEL, ANA, Itaipu, entre outros. Suas principais áreas de atuação são: Águas Urbanas, Modelagem de Sistemas Hídricos, Gestão de Recursos Hídricos, Previsão e Alerta de Sistemas Hídricos, Gestão de Água e Meio Ambiente.

Thiago Rodrigues

Engenheiro Florestal, mestre e doutor em Ciências Florestais pela Universidade de Brasília. Pesquisador em Energia de Biomassa desde a graduação, com especialização em Avaliação do Ciclo de Vida (ACV) desde 2009. Atualmente é pesquisador líder do projeto de ACV do Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (Ibict). É coeditor da revista Latino Americana de Avaliação do Ciclo de Vida (LALCA) e gestor de qualidade do Banco Nacional de Inventários do Ciclo de Vida (SICV Brasil). Ministra cursos de Introdução à ACV, Pensamento do Ciclo de Vida aplicado a políticas públicas, Construção de Inventários do Ciclo de Vida de produtos segundo o guia Qualidata.

Luiz Antonio Bressani

Professor Titular do Departamento Eng. Civil da UFRGS, é PhD em Mecânica dos Solos pelo Imperial College de Londres (1990). Principais áreas de interesse: Comportamento de Solos Tropicais e Resistência Residual, Mapeamento Geotécnico Urbano e Avaliação de Risco, Taludes e Instrumentação. Trabalhos em mapeamentos de suscetibilidade e risco a escorregamentos de terra e participação nas operações de auxílio pós-acidentes em São Vendelino (2000), Ilhota/Gaspar (SC - 2008) e Teresópolis (RJ-2011). Orientou 45 dissertações e 11 teses de doutorado. Atua no Programa de Pos-graduação em Eng.Civil - Construção e Infraestrutura (PPGCI/UFRGS).

Jan Janssen

Engenheiro, possui mais de 20 anos de experiência profissional em consultoria e gerenciamento de projetos no âmbito de Cooperação Financeira e Técnica para uma variedade de clientes, incluindo GIZ, KfW, Comissão Europeia, Iniciativa Global Methane Fund e BID na América Latina, Ásia e Europa. É especialista em gestão de resíduos sólidos e em estratégias de mitigação de GEE no setor de resíduos. Ele trabalhou recentemente em projetos desse tipo na Índia, Equador, Peru, Bulgária, Costa Rica, entre outros. Jan possui um Mestrado em Engenharia Ambiental pela Universidade Técnica de Berlim e um Mestrado em Saúde Pública pela Universidade da Carolina do Norte em Chapel Hill. Em janeiro desse ano assumiu a função de coordenador do componente "Capacitação" no projeto "ProteGEEr: Cooperação para a Proteção Climática na Gestão de RSU".

Charles Carneiro

Engenheiro Agrônomo; Pós-doutor em Engenharia e Ciência da Água - UNESCO-IHE (Holanda), Doutor em Geologia - Geoquímica de Águas – UFPR, Mestre em Ciência do Solo – UFPR, Especialização em Gestão Integrada de Lagos - ILEC (Japão). Atualmente, é professor de mestrado no Instituto Superior de Economia e Administração do Mercosul – ISAE/FGV e Gerente de Resíduos Sólidos da Companhia de Saneamento do Paraná – SANEPAR. Teve vários projetos premiados nacionalmente: Von Martius, Expressão de Ecologia, Bramex Ambiental e PNQS/ABES (2004), WWF Brasil (2005), Congresso/ABES (2015) e Revista Amanhã/Fundação Dom Cabral (2016). Tem experiência em qualidade de água, eutrofização, gestão de mananciais e recuperação de áreas degradadas, trabalhando também com vários outros assuntos relacionados a saneamento e meio ambiente. Autor (co-autor) de mais de 100 contribuições científicas, das quais 08 livros e 20 capítulos de livros.

Mateus Calligioni Mendonça

Sócio e diretor da área de Inteligência de Recursos da Giral viveiro de projetos. Consultor em Inovação e Sustentabilidade com 15 anos de atuação em diferentes setores de negócio. Foi Secretário Executivo da Rede de Progresso Social no Brasil e da Rede Latinoamericana de Recicladores. Finalista do prêmio: INDEX Design to Improve Life na Dinamarca (2015), com a StartUp New Hope Ecotech (Selo Eu Reciclo). Nomeado, em 2015, como um dos 10 jovens brasileiros inovadores pela revista MIT Technology Review .

Fernando Luiz Zancan

38 anos de experiência no setor carvão – de 1979 a 1989 trabalhou na Carbonífera Criciúma de 1989 até hoje é Secretário Executivo do Sindicato da Indústria de Extração de Carvão do Estado de Santa Catarina. Desde a fundação em 2006 é presidente da Associação Brasileira de Carvão Mineral. Desde 1990 é diretor da Associação Beneficente da Industria Carbonífera de Santa Catarina – SATC. Entidade educacional mantida pela atividade carbonífera de SC. Possui pós graduação em Gerencia de Produção pela UFSC e especialização em carvão pela Kyushu University no Japão. É membro do Conselho Consultivo da Industria do Carvão da Agencia Internacional de Energia desde 2008, , faz parte do Conselho Consultivo da Empresa de Pesquisa Energética – EPE. Tem cursos de Gestão pela Columbia University e de Energia pela universidade de Harvard

Dulce Álvaro Pàssaro

Engª Química Pos graduada/Especializada em Engª Sanitária Diretora de Serviços de Resíduos na Direção Geral do Ambiente(1993- 2000) Presidente do Instituto dos Resíduos(2000-2003) Membro do Conselho Diretivo da ERSAR-Entidade Reguladora dos Serviços de Águas e Resíduos(2003-2009) Ministra do Ambiente e do Ordenamento do Território do XVIII Governo Constitucional de Portugal(2009-2011) Consultora nos setores da gestão da água ,de resíduos e da regulação a partir de 2012 Coordenadora dos Planos Estratégicos para a Gestão dos Resíduos Urbanos e dos Resíduos Hospitalares em Angola(2012-2016) Professora convidada no Mestrado de Gestão e Governança Ambiental na Universidade Agostinho Neto em Angola(2015-2018)

Andréa Moura Bernardes

Possui graduação em Engenharia Química pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (1985), mestrado no PPGE3M pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1989) e doutorado na Technische Universität Berlin (1997) na Alemanha. Desde 1990 é professora da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, atuando em pesquisa na área de reciclagem de materiais e tratamento de água e efluentes visando reuso. É Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq - Nível 1C.

Jussara Cabral Cruz

Eng Civil pela UFRGS (1982), mestre em Eng Civil pela UFRJ (1987) e doutora em Recursos Hídricos e Saneamento Ambiental pela UFRGS (2001). Pesquisadora Pq/CNPq. Professora da UFSM, Dep de Eng. Sanitária e Ambiental, orientadora de doutorado Eng. Civil e Eng. Florestal. Participa do CNRH, foi Conselheira do CNRH/MMA (2015-2018), foi Presidente da Associação Brasileira de Recursos Hídricos, foi Presidente da ONG Fundação Moa - Estudos e Pesquisas para a Proteção e Desenvolvimento Ambiental. Atua na área de Recursos Hídricos com ênfase nos processos e métodos para implementação dos instrumentos de gestão de recursos hídricos e ambiental, monitoramento hidrológico, modelagem hidrológica, disponibilidade hídrica, fragilidades ambientais.

Percy Baptista Soares Neto

Graduado em Administração (UNISINOS), bolsista do Programa Intercampus na Universidade de Léon e Especialista em Economia do Meio Ambiente pela Universidad de Alcalá de Henares (Espanha), Mestrado no PPGA-UFRGS e estágio doutoral no CIRED-CNRS. Até julho de 2018 foi Coordenador da Rede de Recursos Hídricos da Indústria, que reúne os representantes do setor industrial nos colegiados do SINGREH. Entre 1998 e 2004 foi Secretário Executivo do Comitê de Gerenciamento da Bacia Hidrográfica do Guaíba no Rio Grande do Sul, com participação ativa em sua criação e consolidação. Atuou como consultor em diversos projetos e planos de recursos hídricos, dentre os quais o Programa de Recuperação Ambiental da Bacia Hidrográfica do Guaíba - PROGUAIBA, financiado pelo BID, e uma avaliação estratégica do CNRH e SINGREH contratado no âmbito do Programa TAL Ambiental do Banco Mundial. Entre 2004 e 2007, fez parte da equipe de coordenação responsável pela elaboração do Plano Nacional de Recursos Hídricos atuando especificamente no eixo de articulação político-institucional.

Vikas Kumar

Coordenador da área de Informática Ambiental e Toxicologia Sistêmica no Centro de Pesquisas TecnATox da Universidade Rovira i Virgili (Espanha). A sua principal linha de pesquisa é na área de avaliação de riscos ambientais e à saúde humana com uma pesquisa focada em: Modelamento Integrado de Sistemas & Toxicologia de Sistemas; Gerenciamento Integrado de Dados e Soluções Analíticas, incluindo big data e Integração de Conhecimento e Modelagem Inteligente de Decisões. Dr. Vikas participou ativamente em mais de 22 projetos de pesquisa com 4 bolsas individuais e atualmente tem seu envolvimento principal em projetos internacionais na comunidade Europeia (HEALS, EuroMix, HBM4EU, NeuroSome, EarlyFood etc.) e projetos nacionais espanhois (ULTRAPAR, MODELBIS), contribuindo com sua inovadora aplicação de inteligência artificial, modelos de dosimetria integrada e outras ferramentas in-silico para avaliação de risco à saúde humana. Ele tem trabalhado com stakeholders chave como WHO, EFSA, JRC, EA (UK), DARP (ES), ACA (ES), etc. e fez contribuições significantes (>100) com publicações e apresentações em revistas de alto impacto e nas principais conferências internacionais.

Juliano Rodrigues Gimenez

Engenheiro Civil pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS (1997), Mestre em Engenharia de Recursos Hídricos e Saneamento pelo Instituto de Pesquisas Hidráulicas - IPH/UFRGS (2002) e Doutor em Recursos Hídricos e Saneamento Ambiental pelo IPH/UFRGS (2013). Professor da Universidade de Caxias do Sul - UCS, atuando em cursos de graduação de Engenharia na Área do Conhecimento de Ciências Exatas e Engenharias, no Programa de Pós-Graduação em Engenharia e Ciências Ambientais - PPGECAM/UCS (Mestrado Profissional) e no Programa de Pós-Graduação em Direito - PPGDIR/UCS (Mestrado Acadêmico). Coordenou o curso de Engenharia Ambiental entre 2005 e 2011. Foi Diretor na Área do Conhecimento de Ciências Exatas e Entenharias entre 2016 e 2018. É Pró-Reitor de Pesquisa e Pós-Graduação desde maio de 2018. Tem experiência na área de Engenharia Civil e Engenharia Ambiental, com ênfase em gestão de recursos hídricos e saneamento ambiental, com atuação nos seguintes temas: hidráulica, saneamento, gestão de recursos hídricos, tratamento de água, gestão e planejamento ambiental, métodos de projetos em engenharia, educação e processos de ensino e aprendizagem em engenharia.

Sergio Antonio Gonçalves

Engenheiro Civil, bacharel em Química, mestrando em gestão e regulação de saneamento básico, com especialização em saúde pública, professor universitário e consultor nas áreas de saneamento, recursos hídricos e meio ambiente. Nos últimos 20 anos exerceu os cargos de secretário substituto de recursos hídricos e qualidade ambiental e diretor de recursos hídricos no Ministério dos Meio Ambiente, e de secretário nacional de saneamento ambiental e de diretor de articulação institucional no Ministério das Cidades. Exerceu na ABES vários cargos como diretor nacional.

Adriana Lustosa da Costa

Analista Ambiental do Ministério do Meio Ambiente desde 2005, atualmente está na função de Diretora de Recursos Hídricos na Secretaria de Recursos Hídricos e Qualidade Ambiental, que é responsável pela coordenação da elaboração, revisões e monitoramento do Plano Nacional de Recursos Hídricos, pelo apoio à secretaria executiva do Conselho Nacional de Recursos Hídricos – CNRH e o apoio aos Estados na elaboração ou revisão dos seus Planos Estaduais de Recursos Hídricos, dentre outras atribuições. Possui mestrado em Desenvolvimento Sustentável e Licenciatura em Letras, pela Universidade de Brasília.

Arildo Falcade Junior

Administrador de empresas formado pela UCS – Universidade de Caxias do Sul Técnico em Automação industrial formado pelo SENAI Mecatrônica de Caxias do Sul Especialização em Gestão empresarial pela Fundatec - Porto Alegre A 15 anos dedica-se à reciclagem e gerenciamento de resíduos sólidos e nos últimos 5 anos especializou-se em resíduos de serviços de saúde, implantando o Método Bumerangue de Gerenciamento de resíduos no Hospital Moinhos de Vento e na Santa Casa de Misericórdia, ambos de Porto Alegre.

Rogério Almeida da Silva

Gestor Ambiental e de Sustentabilidade do Hospital Moinhos de Vento

Rafaela Craizer

Engenheira ambiental formada pela PUC-Rio e começou sua carreira em estabilidade de aterros sanitário. Em 2012, fez seu mestrado na Alemanha em 2012 e em 2013 foi a Tunísía trabalhar com manejo resíduos sólidos. Em 2014, começou a trabalhar para o Grupo ALBA, em Berlim, maior empresa de reciclagem da Alemanha, onde teve a oportunidade de desenvolver projetos na China, Hong Kong, Indonésia, Singapura, Afeganistão, Paquistão, Espanha, Kosovo e países do Oriente Médio. Desde 2018 trabalha para a empresa alemã BlackForest Solutions em projetos de tratamento de resíduos sólidos na América Latina.

Mário Rogério Kolberg Soares

engenheiro químico, especialista em planejamento e administração de recursos ambientais, especialista em tratamento, minimização e destinação final de resíduos sólidos industriais perigosos (Alemanha), especialista em saneamento básico, formação universitária em administração de empresas e administração pública (UFRGS/RS-1985), atual técnico da Fundação Estadual de Proteção Ambiental Henrique Luís Roessler (FEPAM), na área de resíduos sólidos e passivos ambientais industriais.

Eduardo Giugliani

Professor Titular da Escola Politécnica da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul – PUCRS. Diretor do IDEIA – Centro de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, vinculado à PUCRS e ao TECNOPUC. Pós-Doutor e Affiliated Fellow pela Fondazione Bruno Kessler (FBK), Trento, Itália. Doutor em Engenharia e Gestão do Conhecimento pela Universidade Federal de Santa Catarina. Atua em projetos de desenvolvimento científico e tecnológico nas áreas de: sistemas de inovação, ambientes de inovação, gestão do conhecimento, inovação, interdisciplinaridade e governança corporativa.